Search
  • Marisa Mendes

WIN-WIN

Na interação humana, seja em contexto profissional, familiar, de relacionamento ou amizade, o "Ganha/Ganha ou Nada Feito" é a abordagem mais eficaz para uma relação de sucesso; procura o benefício mútuo e que as partes se sintam bem com a decisão e comprometidas com o plano de ação, emergindo um sentido de cooperação. Esta abordagem baseia-se no princípio de que o êxito de uma pessoa não é conquistado com o sacrifício da outra e que há bastante para todos.




Através do processo de comunicação eficaz onde são ouvidos e expressados, de forma corajosa e transparente, os pontos de vista de cada parte, poderá encontrar-se a terceira alternativa, ou seja, solução que deixa ambas satisfeitas e que individualmente nenhuma delas tinha pensado antes! Se essa terceira alternativa mutuamente benéfica não for encontrada, as partes podem concordar em discordar amigavelmente: não se criam expectativas que serão defraudadas, nem compromisso, uma vez que os valores e/ou objectivos de cada parte seguem direcções opostas. Assim, não há necessidade de manipular ou impor o que queremos, podemos escolher tentar realmente entender os problemas mais profundos da outra parte e de forma libertadora, apelar ao "Nada feito" se não houver entendimento. A excepção à aplicação desta abordagem deve ser dos casos de relações duradouras como casamento, filhos e negócios familiares em que o "Nada Feito" levasse à ruptura da relação: nestas situações adapta-se o "Nada feito" a pequenas concessões, ou seja, uma forma menor de "Ganha/Ganha".

Para além da abordagem "Ganha/Ganha ou Nada feito", existem outra formas de interação humana que por comparação verá que ficam aquém em termos de eficácia, mas que poderão ser usadas em determinados contextos:

"Ganha/Perde" - uma das partes "vence" à custa do outro; é uma disfunção na cooperação uma vez que promove a competição e a disputa (ex: sistema de avaliação educativo baseado na comparação individual e em que a cooperação é penalizada, formas de amor condicional, sistema jurídico, etc.);

"Perde/Ganha" - uma das partes cede em concordar com a outra, quem se reprime constantemente que será afectado no seu amor próprio (ex: quem acredita que discordar é romper a sua paz, os pais que usam a disciplina e as suas expectativas do "Ganha/Perde", recorrem ao "Perde/Ganha" quando a culpa abala a sua determinação); poderá ser utilizada quando o dispêndio de energia e tempo para conquistar uma vitória viola outros valores mais importantes;

Perde/Perde - filosofia de quem está altamente dependente e sem orientação interna, pelo que apela ao fracasso alheio, ou de quem se foca totalmente no comportamento alheio, ou quem se rege por um sentimento de vingança;

"Ganha" - se uma das partes tem este tipo de pensamento, importa apenas conseguir o que pretende, o outro é irrelevante; quando não há disputa ou competição, esta a abordagem mais verificada no nosso quotidiano.


Porque a filosofia "Ganha/Ganha" implica aprendizagem, influência e benefícios mútuos, o que a torna na mais eficaz em termos de produção nas interações humanas, o sucesso da sua aplicação depende de 5 vectores, a saber:


1. Carácter

Depende da Integridade de cada parte para gerar confiança entre si, da Maturidade ("capacidade de expressar sentimentos e convicções de modo a considerar os pensamentos e emoções de outras pessoas") e da Mentalidade de Abundância em que cada parte sabe compartilhar prestígio, reconhecimento, lucro e tomada de decisões.


2. Relações

Será mais fácil aplicar esta filosofia se ambas as partes tiverem uma visão ganha/ganha. E quando uma das partes tende ao conflito e à discórdia? "Realize depósitos na Conta Bancária Emocional por uma questão de pura cortesia, respeito e apreciação pela outra pessoa e os seus pontos de vista. Despenda mais tempo no processo de comunicação. Oiça mais, em profundidade. Mostre a sua posição com coragem. Evite ser reactivo. Vá até ao fundo de si procurar a força e o carácter para ser proativo. Insista até que a outra pessoa comece a dar-se conta de que procura a solução verdadeiramente vantajosa para ambos. Este processo em si é um grande depósito na Conta Bancária Emocional".


3. Acordos

Um acordo implica a compreensão mútua e clara relativamente aos resultados desejados, às directrizes, aos recursos, à gestão e as consequências. Assim, ambos sabem exactamente o que é esperado e auto avaliam-se segundo o critério que ajudaram a estabelecer.


4. Sistemas de Apoio

Para que funcione, o sistema "Ganha/Ganha" precisa de apoio: formação, planeamento, comunicação, informação e compensação, todos devem ser estruturados de acordo com este principio.


5. Processos

As soluções "Ganha/Ganha" passam pelo processo de separar a pessoa do problema; assim: começar por ver o problema do ponto de vista do outro, identificar os principais problemas e preocupações, determinar que resultados seriam uma solução totalmente aceitável e identificar as novas opções possíveis. Importa por isso Primeiro Compreender e depois Ser Compreendido e Criar Sinergias.

0 views
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

2020 ©  Copyrights Be Brave - Programa de Coaching & PNL

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now